O luto é um processo desencadeado por uma perda, não necessariamente por uma morte. No entanto, é mais comum associarmos o luto à morte, pois, geralmente, o que perdemos de mais valioso e que tem um impacto maior em nossas vidas são pessoas.

Com isso, todos os estudos mostram que há 5 fases para se vivenciar o luto: negação, raiva, barganha, depressão e aceitação. Contudo, um dos estudos mais recentes do autor e pesquisador, David Kessler, que é um dos maiores especialistas em luto no mundo, adicionou uma 6ª fase. O significado.

Neste texto, vamos falar um pouco mais sobre essa descoberta do autor e mostrar como você pode desenvolvê-la dentro do seu processo do luto.

Viver o luto é necessário

Antes de tudo, precisamos entender coisas essenciais sobre o luto. Esse processo, ocasionado pela perda de alguém, não é fácil, a gente sabe. E, também, não acontece da mesma maneira, nem dura o mesmo tempo para todo mundo.

Cada um vive o luto de uma forma diferente, inclusive sem necessariamente ser de maneira linear.

Alguns reincidem na mesma fase várias vezes e tornam a fazer o caminho contrário. Para uns o caminho é mais fácil e mais curto, enquanto para outros pode ser bem mais complicado. O importante, de qualquer forma, é sentir o luto, vivê-lo como for preciso e, o mais importante, vencê-lo.

Talvez você precise de ajuda profissional para isso. E não há nenhum problema, nenhuma vergonha. É por isso que os terapeutas existem, na verdade. Algumas pessoas precisarão de auxílio, e o terapeuta estará lá, disposto a prestar esse auxílio.

E é aqui que entra o significado enquanto fase do luto, que vamos conferir no próximo tópico.

Como o significado pode ser uma fase do luto?

Em entrevista à revista americana Harvard Business Review, David Kessler contou que não queria parar na fase da aceitação, quando experienciou pessoalmente o luto. Em seu livro “Os Segredos da Vida”, que fala sobre como encontrar significado através dos 5 estágios do luto, ele inseriu esta sexta etapa.

“Eu queria um significado naquelas horas mais sombrias. E acredito que encontramos luz naqueles tempos”, relembra o autor.

Com isso, David Kessler nos mostra que é possível superar o luto ao encontrar um significado, tanto para o evento, quanto para a existência da pessoa de quem nos despedimos.

Você consegue visualizar um significado para alguém a quem perdeu? Se sim, é um ótimo começo para a superação do luto.

Outras práticas que ajudam a ultrapassar este processo é enxergar a morte como um evento inerente à vida e usar da gratidão para superar o luto.

Esses assuntos também já foram tratados aqui no blog. Logo aqui abaixo, você encontra os links para acessar esses materiais!

Sabia que ver a morte como um acontecimento natural é mais saudável? Entenda

Gratidão pode ajudar a superar o luto. Descubra como: