A temporada mais fria do ano demanda muitos cuidados, pois é nesse momento que as principais doenças começam a se manifestar. E essa é uma realidade também para os nossos amiguinhos felpudos. Você conhece os cuidados de inverno que você precisa ter com seus animaizinhos?

Eles necessitam de um olhar atencioso dos seus tutores, principalmente nas estações de extremos. Na temporada de inverno é essencial os cuidados com a temperatura do seu amigo pet e do local que ele permanece.

Aqui vamos falar um pouco mais sobre as diferentes doenças que acometem os animaizinhos e os principais cuidados de inverno a serem tomados. Acompanhe!

Desidratação

Durante o inverno, é muito comum a desidratação dos pets, pois, com o frio, a sensação de sede diminui. Os gatos, normalmente, são os mais propensos a sofrerem de cálculos nas vias urinárias.

Você pode observar o comportamento do gato e suas preferências. Aumentar o número de potes de água pela casa também vai estimular o consumo de líquido. Outra dica é optar por oferecer ao gato alimentos úmidos, que favorecem a hidratação. A ração de sachê pode ser uma forte aliada nesta missão.

Gripe canina

A traqueobronquite infecciosa canina, também conhecida como gripe canina, é uma doença muito comum nos cães durante o inverno. A contaminação é de muito fácil propagação, que acontece por transmissão de vírus ou bactéria. Quando o animal está infectado é indicado o seu isolamento, assim como a limpeza de todos os seus objetos.

A gripe é muito semelhante com a humana, podendo causar espirros, tosse, secreção e falta de apetite. A prevenção também é muito semelhante com a humana, pois já existem vacinas eficientes que podem deixar o pet protegido.

Para esta doença, vale também atentar aos tutores que, por mais que o inverno torne o animal mais propenso ao contágio, também pode ocorrer a contaminação durante outras estações.

Problemas de pele

A pelagem do pet é a grande proteção deles, servindo como um isolante térmico natural. Apesar da proteção, isso não impede que eles tenham problemas, principalmente no inverno.

As doenças de pele podem estar relacionadas ao ato de dar banho em casa, o contato com água muito quente, assim como a umidade que pode permanecer no pelo. O uso de roupinhas inadequadas ou escovação incorreta também pode ocasionar irritações.

Nesses casos, a melhor indicação é procurar serviços especializados de banho e tosa, manter o cuidado na escovação, procurando sempre desfazer os possíveis nós, que são normais com o uso de roupinhas.

As roupas do pet também devem ter um tamanho adequado, que não aperte o pelo, nem prejudique a locomoção do bichinho.

Problema respiratório

A rinotraqueíte é uma doença respiratória de grande perigo para os gatos, que podem sofrer com ela durante toda a vida. Assim como a gripe canina, ela pode ser adquirida pelo contato entre o animal infectado e o saudável. Os sintomas também são semelhantes e podem incluir febre, secreções nos olhos e dificuldades na respiração.

A prevenção também poder ser feita com uma vacinação correta. Existem diversos tipos da vacina que podem ser feitas, segundo a orientação de um veterinário responsável.

Os animais mais idosos também demandam um olhar atencioso, pois no inverno se torna comum ter dificuldades em locomoção. Problemas que afetam a cartilagem e que também podem estar relacionadas à hérnia de disco. Desta maneira a recomendação é manter as atividades funcionais do pet, para que ele não se torne muito sedentário.

Orientações de medicamentos devem sempre ser repassadas por um veterinário de sua confiança.

O Blog do Memorial Pet busca manter informações relevantes para o cuidado e manutenção da vida do seu amigo. Então deixe seu comentário, dica ou sugestão para o nosso próximo tema! Até mais!