Muita cor, arte e emoção: as expectativas para a nona edição do Réquiem da Paz não poderiam ser menores. São centenas de pessoas que passam o ano todo à espera deste evento que faz parte da origem do Memorial Vera Cruz. Você conhece a história do Réquiem? Continue acompanhando este texto e saiba de todos os detalhes desta tradição.

O que é o Réquiem?

A palavra é derivada do latim “requiem”, que vem de “requies” (descanso), do mesmo idioma. Na prática, significa “Missa para os mortos” e foi, originalmente, adotada pela Igreja Católica, para que se pudesse oferecer descanso às almas daqueles que já partiram. Com o passar dos anos, o evento foi perdendo a essência unicamente religiosa e hoje já é tratado de maneira mais comum como um evento que celebra as memórias dos entes queridos falecidos, oferecendo uma homenagem e honra coletiva às almas que agora descansam.

No Memorial, a celebração conta com a presença de diversos corais. Os grupos, com diversos artistas, entoam canções que contemplam a maioria das tradições cultivadas pelas pessoas já sepultadas. Diversas doutrinas religiosas e diferentes origens étnicas participam da homenagem, deixando um pouquinho de suas crenças para o descanso eterno.

O Memorial e o Réquiem da Paz

O evento nasceu de um gesto que homenageou o sepultamento dos restos mortais de Marizete Badotti no Memorial. A esposa do fundador do cemitério vertical, Dalvino Badotti, e mãe do atual diretor do local, Felipe Badotti, faleceu em 2001 e foi trazida do Cemitério Municipal Vera Cruz em 2005.

No dia, Wilson Lill estava presente. À época, ele era padre e foi convidado para conduzir o ato do sepultamento. “Depois do fechamento da tampa, começamos a cantar algumas canções. E ficou muito bonito, o local tem uma acústica muito boa. Até que tive a ideia e falei ao Irmão Aloísio, que também acompanhava o sepultamento, ‘vamos fazer um Réquiem?’ Ele, que também sabia latim, me respondeu na hora ‘vamos, sim!’ Os outros, que não entendiam, ficaram sem saber. Nós explicamos do que se tratava e todos aprovaram a ideia. Assim nasceu o Réquiem da Paz”, relembra Wilson.

Para a nona edição, nove grupos

O número de grupos a se apresentarem na nona edição é coincidência. O que não é coincidência é o talento comprovado de todos os artistas. Para o dia 26 de outubro, contaremos com o espetáculo dos grupos:

Coro Momento Novo:

O Coro Momento Novo iniciou suas atividades em 08 de abril de 1997, sob a regência de Luiz Moreira, na companhia do tecladista Paulo César F. da Silva. A efetividade ocorreu durante a gestão do presidente da Igreja Evangélica de Confissão Luterana Delmar Pöttker, que deu grande apoio e incentivo ao grupo. O Coro, que tem base na Igreja Evangélica, mantém viva a cultura da religião.

Coral Prosit – Etnia Alemã:

O grupo Prosit surgiu em 2009, a partir do desejo de alguns amigos de cantar canções alemãs que lembrassem suas origens, suas infâncias, com objetivo de matar a saudade e também manter a tradição do idioma tão pouco falado atualmente. Com o incentivo do Irmão Aloisio Bruxel o grupo se reunia quinzenalmente e cantava canções folclóricas e conhecidas dos participantes do grupo, normalmente em uníssono ou a duas vozes. Em 2011, sob a coordenação musical de Marisa Eichelberger, o grupo inicia um trabalho técnico buscando o aprimoramento vocal e um repertório a três e quatro vozes. Seu repertório é composto exclusivamente por canções de língua alemã, sejam elas folclóricas, populares, religiosas ou eruditas. O grupo conta com o apoio de Otávio Klein no violão.

Coral Catedral:

O Coral Nossa Senhora Aparecida da Catedral Metropolitana de Passo Fundo foi fundado em 1953 pelo Sr. Júlio Cesar de Castro. Desde lá, o Coral perpétua as crenças religiosas católicas através da arte do canto. De 2005 até então, a organista, Márcia Valesca Poletto Oltramari e a maestrina, Maria Teresinha Fortes Braz, coordenam as atividades do grupo. O trabalho envolve amor e fé em missas, casamentos, formaturas, bodas, festivais, cantatas, cerimônias religiosas, atos fúnebres, entre outros.

Coral Madrigal – Passo Fundo: 

O Coral Madrigal de Passo Fundo foi fundado há 24 anos pela professora e maestrina Zóca Vargas. Em 2014, tornou-se Associação Artística Coral Madrigal de Passo Fundo.
Entre seus principais objetivos está o de fazer da música coral um elo de sensibilidade e harmonia entre os seres humanos. Por isso apresenta-se em locais como hospitais, casas de abrigos, eventos religiosos, sociais e educativos. Participou e continua a se fazer presente em encontros e festivais de corais na cidade região e em vários estados brasileiros bem como no exterior. Tem três CDS gravados. E é composto por 15 cantores leigos e voluntários que se apresentam pelo simples prazer de cantar e fazer os outros se sensibilizarem com a arte do canto coral. Participam do Réquiem da Paz desde a sua fundação.

Coral Madrigal – Erechim: 

O Madrigal Erechim iniciou suas atividades em outubro de 2010, atendendo ao anseio da Orquestra de Concertos de Erechim (OCE) em realizar um repertório conjunto entre orquestra e coral. Com um repertório eclético, tem participado de inúmeros encontros e festivais de coros por todo o Estado com o intuito de fortalecer e perpetuar a nobre arte do canto coral.  O Madrigal desenvolve ensaios periódicos todas as terças-feiras à noite no Centro Cultural 25 de Julho. Tem como seu regente o maestro Mauricio Castelli, preparadora vocal Camila Medeiros e pianista Liliane Tramontine.

Coro Resonare:

O Coro Resonare foi fundado em 15 de setembro de 2007 e surgiu da iniciativa dos maestros José Carlos Gheller e Ademir Camargo. O Coro é uma entidade independente, sem fins lucrativos, que existe graças à atuação voluntária dos seus integrantes. Seu objetivo primordial é o de resgatar a História da Música e de fazer jus aos grandes compositores dos períodos da Renascença, Barroco, Clássico e Contemporâneo, com ênfase na música Coral. A partir de 2011, o Coro Resonare iniciou o Projeto Concertos na Capela, com o objetivo de ajudar o próximo através da Música, unindo arte e solidariedade. Desde então, são realizados três ou quatro Concertos anuais, todos beneficentes, revertendo donativos para inúmeras entidades carentes de Passo Fundo.

Coro Sagrado Coração de Jesus:

O Coro Sagrado Coração de Jesus foi fundado em 25 de novembro de 1994, e tem desde 2002 o maestro Ademir Camargo como regente. Hoje conta com 13 integrantes, que se apresentam com um repertório de músicas variadas como tradicionalistas, MPB, músicas italianas e religiosas. O Coro tem como objetivo promover a integração de seus componentes com a sociedade em geral. Participa de cerimônias de natureza espiritual, encontros e festivais, não somente em Passo Fundo, mas em várias cidades do Estado.

Coral Ricordi D’Itália: 

É um coro misto, formado por um grupo de pessoas, de diversas áreas profissionais, que se reúnem semanalmente para os ensaios. Apresenta-se em festas, festivais e eventos, aniversários, festas de família, festas típicas italianas, eventos oficiais, casamentos entre outros, cantando, na maioria das vezes, em italiano.  Possui também repertório de músicas específicas para bodas, tendo ainda em seu repertório, algumas músicas brasileiras populares e outras. Com três CDs e um DVD, gravado ao vivo, o coral foi premiado por diversas vezes em festivais italianos. Recebeu também o Prêmio Vitor Mateus Teixeira, na categoria intérprete de música ítalo-riograndense, pela Assembleia Legislativa do Estado.

Desbravadores Pioneiros da Missão:

O Clube de Desbravadores está presente em mais de 160 países, com 90.000 sedes e mais de 1 milhão e meio de participantes. Existem oficialmente desde 1950, como um programa oficial da Igreja Adventista do Sétimo Dia. Em Passo Fundo, o Clube De Desbravadores Pioneiros Da Missão foi fundado no dia 13 de julho de 1996, seu nome é uma homenagem aos fundadores da Igreja Adventista e dos Desbravadores. O grupo é formado por meninos e meninas de qualquer fé religiosa.

Convite a toda a comunidade

O evento é aberto à participação de toda a comunidade, então você, seus amigos e sua família estão convidados para prestigiar este momento. A entrada é franca!

 Serviço

Quando? Dia 26/10/2018 – Sexta-feira

Horário: 19h30min

Onde? Memorial Vera Cruz – Rua Erexim, 48 | Bairro Vera Cruz

Outras informações: (54) 3314-6126 ou pelo WhatsApp

Entrada franca.

Réquiem Da Paz 2018