Existem vários riscos potenciais de incêndio dentro da nossa própria casa, e eles efetivamente acontecem com muito mais frequência do que nós costumamos imaginar. Portanto, fazer a prevenção de incêndios — ou seja, verificar esses riscos periodicamente — é uma atitude importantíssima para preservar a sua vida, a de seus familiares e também o seu patrimônio.

Para falar sobre esse tema, entrevistamos Gustavo Vinicius Mário, bombeiro militar e auxiliar na Seção de Segurança Contra Incêndio. Segundo ele, de janeiro a julho de 2018, foram atendidas cerca de 200 ocorrências de incêndio só na cidade de Passo Fundo — entre elas, cerca de 70 foram em estabelecimentos residenciais e comerciais.

Perguntamos a ele quais são os cuidados que devemos ter em casa para evitar esse tipo de acidente. Acompanhe!

1. Revise as instalações elétricas periodicamente 

O bombeiro afirma que uma das principais fontes de risco de incêndio nas residências é a rede elétrica. Uma rede mal dimensionada, por exemplo, pode superaquecer, o que eleva o risco de curto-circuito e, consequentemente, de ocorrência de focos de incêndio.

Portanto, procure um profissional para fazer o dimensionamento da rede elétrica de acordo com o consumo de energia de todos os aparelhos elétricos e eletrônicos utilizados na sua casa.

2. Tenha cuidado com os aquecedores no inverno 

Outra importante fonte de risco citada pelo Sd. Mário são os fogões a lenha, lareiras e outros aquecedores comumente utilizados no inverno: “muitas vezes, por má utilização ou negligência quanto aos riscos, ocorrem princípios de incêndios que, se não controlados rapidamente, destroem todo o patrimônio de uma pessoa”.

A dica do bombeiro é ter muito cuidado na hora de acendê-los. Muita gente usa produtos inflamáveis, por exemplo, algo que deve ser evitado. Além disso, é importante manter o sistema de exaustão de fumaça sempre limpo e supervisionar o fogo enquanto ele estiver aceso.

3. Diminua os riscos de incêndio na cozinha

O gás de cozinha é um dos principais causadores de incêndio nas residências, segundo o nosso entrevistado. O vazamento de gás é um risco alto, já que a concentração de material inflamável no ar, em contato com qualquer faísca, é o suficiente para provocar uma explosão.

Portanto, procure manter o registro fechado quando ele não estiver sendo usado. Se você perceber algum vazamento, feche-o imediatamente, não acenda as luzes ou equipamentos elétricos e abra portas e janelas para dissipar o gás.

4. Saiba o que fazer quando surge um foco de incêndio

Além dos cuidados de prevenção de incêndios, também é importante saber o que fazer quando eles acontecem para evitar danos maiores.

Se surgir um princípio de incêndio na sua casa ou em outro local, o primeiro passo é tentar controlar o fogo com um extintor adequado. Se isso não for possível, a orientação do Sd. Mário é procurar manter a calma para tomar as atitudes adequadas, como retirar as pessoas do ambiente, fechar as janelas e portas para diminuir a entrada de oxigênio, deixar o local e chamar o socorro pelo 193.

Valorizar a vida é também cuidar dela e se prevenir. Mas, em meio a uma rotina tão corrida, não pensamos que esse tipo de acidente pode acontecer na nossa casa e com a nossa família. Por isso, é sempre bom lembrar: pequenas ações de prevenção de incêndios podem evitar grandes danos.

Se você acha que este artigo foi útil para você, curta a nossa página no Facebook! Lá, você ficará por dentro de todas as nossas postagens.

Foto: SD Gustavo Vinícius Mário