Relato da tutora Rosane Cechet sobre o cão Olly, em homenagem aos três meses de partida.

“Como colocar em palavras o amor? Pois era isso que o Olly significava para nós e para todos que o conheciam.

Ele foi treinado, mas nasceu para ser um terapeuta e cumpriu essa missão com maestria.

Ficávamos impressionados com ele, porque, no momento em que colocava o peitoral de trabalho, ele se transformava! Ele sabia que era o momento de trabalhar e, então, se concentrava e prestava muita atenção em tudo e em todos.

No entanto, era pelo seu lado amoroso que se destacava. Os pequenos gestos, como deitar a cabeça no colo de uma criança ou direcionar-se para aquele paciente que mais precisava, eram o que fazia toda a diferença. Muitas vezes, apenas com o olhar ele conseguia acalmar um coração aflito.

Deixou sua marca em cada coração e em cada alma que tocou durante 7 anos, 6 deles trabalhando como Cão Terapeuta do Projeto Super Patas, em Erechim/RS. Ele foi um dos fundadores e hoje seu legado inspira outros voluntários.

Em casa ele era um brincalhão. Adorava rolar na grama e vivia roubando almofadas e pantufas, para brincar.

Comida? Tudo o que oferecíamos, ele comia com a maior felicidade. Mas quando colocávamos alface e chuchu, ele esquecia do mundo – era sua comida preferida.

Adorava interagir com outras pessoas. Aliás, ele jurava que todo mundo que vinha até nossa casa era por causa dele. Quando tocava a campainha, era o primeiro a avisar e saía correndo buscar um brinquedo ou o que estivesse mais próximo, para receber quem estava chegando. Ficava totalmente decepcionado quando a pessoa não entrava…

Uma característica que adorávamos nele e todo mundo ficava admirado, era a forma de deitar com as patinhas para o lado, “abertas”, parecendo uma foquinha. Tanto que o apelidamos de “foquinha dourada”.

Com a sua partida, percebemos que ele tocou e iluminou a vida de muitas outras pessoas, até mesmo daquelas que não o conheciam pessoalmente. As mensagens que recebemos, acalentaram nosso coração e nos deram ideia da dimensão, que um ser tão especial pode alcançar. Algumas delas:

“Cada animal deixa muito dele em nós, mas o Olly simplesmente se repartiu em mil, doou um pedacinho para cada um e fez cada pedaço se multiplicar. Olly sempre guardou nossas dores para nos devolver felicidade. Foi assim até o fim.” Jéssica

“Ele me deu “colo” em dois momentos muito difíceis da minha vida. Ele secou minhas lágrimas e hoje choro sua partida! Não existe como estar perto de um cão sem que respingue amor em você e o Olly foi uma chuva de amor sobre mim!” Susane

“…Você mostrou que um cão é um elo com o paraíso, que um cão é uma ponte entre o doente que está acamado, com a vida lá fora. Você estará sempre vivo dentro de mim, dentro daqueles que te amam, que te acompanharam e que foram uma família para você. Você continuará vivo dentro daquelas pessoas que tocou, que visitou e que mesmo não te conhecendo, mas que de longe acompanharam seu lindo trabalho.” Dr. Wesley

“Esse anjo nos mostrou que o amor nos transforma, nos motiva, nos faz ver as cores da vida, nos prova que somos muito pequenos, mas que também podemos ser do tamanho que quisermos quando estendemos as mãos uns aos outros.  Talvez tenha sido por isso que, depois que ele nos mostrou tudo, também nos fez dividir o amor e contagiar milhares de pessoas com essa atmosfera incrível.”  Fernando

Neste momento de grande dor, onde nos sentimos perdidos e sem rumo, encontrar a equipe do Memorial Pet Vera Cruz e ver nosso filho de quatro patas, ser tratado com tanto carinho e respeito, nos confortou. Só temos a agradecer, pois foi um alento saber que ele seria bem cuidado até o final.

Hoje, sentimos muita saudade. Tanta saudade que chega a doer…

Mas sentimos, acima de tudo, orgulho. Orgulho pelo trabalho maravilhoso que o Olly desenvolveu e de todas as almas que ele tocou com sua alegria, carinho, paciência e dedicação.

Agradecemos imensamente o privilégio de termos tido ao nosso lado um ser tão especial e tão iluminado.”

O Olly nasceu dia 22/01/2013 e faleceu dia 21/02/2020. A família do Olly escolheu o Memorial Pet Vera Cruz para proceder com a cremação do Cão Terapeuta. Em sua memória, a família pôs no painel do Memorial Pet uma plaquinha com dados e foto do Olly.