O cinema é uma ferramenta importante para o nosso desenvolvimento pessoal. É através de produções audiovisuais que podemos entender muitas coisas e naturalizar muitos acontecimentos.

A morte é um evento natural na vida de qualquer pessoa. Todos iremos passar pela perda de alguém que amamos. No entanto, é difícil enfrentar este fato. Porém, quando uma perda é retratada em um filme ou em uma série, conseguimos vê-la de outros ângulos. E, também, presenciar a experiência dos personagens com suas perdas nos ajuda a percebemos de maneira mais ampla a forma como o luto acontece.

Para este feriadão — e também para preencher a quarentena —, nós preparamos uma lista de filmes e séries sobre perda que você encontra facilmente na Netflix para ver com a família.

Filmes

Beleza oculta

Este filme é um clássico, e já citamos ele aqui como sugestão em outro momento. Howard, interpretado por Will Smith, passa por uma tragédia muito marcante em sua vida. Assim, passa a escrever cartas para a Morte, o Tempo e o Amor. Atitude essa que preocupa as pessoas que são próximas a ele.

O que ninguém esperava era que um dia essas três partes do universo responderiam a Howard e o ensinariam o real valor da vida.

As mães de Chico Xavier

Este é um filme brasileiro, onde três mães, lidando com perdas e conflitos familiares, procuram o respeitado médium Chico Xavier. Neste ponto, as vidas delas se encontram e veem suas realidades se transformar por completo.

A produção trata da temática da perda pelo viés religioso, que é um fator que auxilia muitas pessoas a lidarem com seu luto e suas angústias.

Modo avião

Novo no catálogo da Netflix, este é um drama adolescente que trata do luto com muito carinho. A personagem principal, interpretada por Larissa Manoela, é uma influenciadora digital que, em certo ponto, é punida pelos pais e mandada para o interior. Longe de toda e qualquer tecnologia, ela aprende com o avô, interpretado por Erasmo Carlos, o verdadeiro sentido da vida, da família e da honra às memórias e ensinamentos deixados pela avó, antes de sua morte.

Mesmo tendo uma abordagem adolescente, a forma como o luto e as memórias são descritas e vividas, é capaz de emocionar a todos os públicos.

Up –Altas aventuras

Também já citado aqui anteriormente, este filme é uma animação que também emociona a todos os públicos.

Carl é um senhor idoso que perde sua esposa e, por isso, está enfrentando um luto muito severo. Na história, ele conhece um pequeno escoteiro chamado Russell, com quem acaba viajando o mundo todo com sua casa suspensa em balões. Essa viagem ensina a Carl muitas coisas que ainda não sabia sobre a vida.

Perfeita pra você

Abbie e Sam são melhores amigos desde a infância. Eles acreditam fielmente que são almas gêmeas e estão prontos para casar. Porém, tudo muda quando um deles recebe o diagnóstico de um câncer em estágio terminal.

Além de lidar com a perda iminente, quem recebeu o diagnóstico inicia a busca por um novo amor para deixar em seu lugar.

Este é um drama que coloca em pauta a incerteza, a perda por acontecer e, ainda, o sentimento de substituição.

A cabana

Após perder a filha mais nova, o luto se torna uma situação diária na vida de Mackenzie, especialmente porque o corpo da menina nunca foi encontrado. Únicos indícios de que o crime aconteceu, além do desaparecimento de sua filha durante um acampamento, são sinais de violência e assassinato, encontrados em uma cabana, na direção para onde o sequestrador fugiu.

Anos mais tarde, Mackenzie recebe um chamado para retornar à cabana, onde aprende uma lição muito importante das forças misteriosas da crença.

Séries:

After life

A esposa de Tony morre inesperadamente e, então, com o luto, ele não consegue seguir em frente. Tony se torna bastante impulsivo e começa a fazer (e falar) tudo o que tem vontade. Neste momento, os amigos e familiares de Tony começam a querer mudar seu jeito de ser, e torna-lo uma pessoa boa novamente.

A série é uma produção original Netflix e conta com 2 temporadas já disponíveis na plataforma. De uma forma bastante sutil, a série consegue propor questionamentos importantes para o espectador.

The Good Place

Após morrer atropelada por uma série de carrinhos de supermercado, Eleanor acorda em algum lugar, onde recebe a notícia de que está no Lugar Bom, junto com outras pessoas boas.

Assim que chega, Eleanor começa a desconfiar de que foi para o Lugar Bom por engano, já que não se lembra de ter sido uma pessoa tão boa assim durante a sua vida. Além disso, vários pontos da sua vida após a morte não condizem com a sua vida na Terra.

Aos poucos, Eleanor descobre há algo de errado com o Lugar Bom e, junto com os amigos que fez lá, que também enfrentam o mesmo problema, Eleanor irá decifrar se o Lugar bom é, de fato, um bom lugar.

“The Good Place” é produzida pela NBC e já terminou. Suas 4 temporadas estão disponíveis na Netflix.

I am not okay with this

Enfrentando o luto pelo suicídio do pai, Sydney procura saber mais sobre ele e sobre os motivos que o levaram a proceder com a própria morte. Tudo é muito intrigante, já que o pai não deixou nenhuma carta ou recado.

Na busca por conhecer melhor quem era seu pai, Sydney acaba se descobrindo e descobrindo, também, que é muito mais parecida do que imagina com o falecido pai.

A série, por enquanto, tem apenas uma temporada de 7 episódios, e é uma produção original da Netflix.

The end of the f***ing world

Coincidentemente (ou não!) essa série, que também tem uma temática envolta na superação da perda, tem a participação do mesmo roteirista da série anterior citada aqui no texto. E também é uma produção original Netflix.

James tem 17 anos e tem certeza de que é um psicopata. Desde pequeno, ele procura se distanciar do afeto e do sentimento que tem pelas coisas e pelas pessoas, principalmente pelo fato de ter presenciado a morte da própria mãe, que cometeu suicídio quando ele tinha apenas 8 anos, em uma tarde que era para ser um divertido passeio até o parque.

Para manter esse distanciamento afetivo, James se dispôs a matar pequenos animais durante toda a sua infância e adolescência. Agora, ele sente que precisa matar algo maior. É neste momento em que ele encontra Alyssa, uma menina da escola que, assim como ele, também tem problemas no relacionamento interpessoal.

Junto de Alyssa, James descobre que não é psicopata e que não precisa não sentir nada pelas pessoas. De uma forma ora divertida, ora bem problemática, James descobre que tudo o que ele precisa fazer é passar o luto pela perda da mãe.

Gostou das nossas dicas? Tem alguma outra para acrescentar nesta lista? Mande para a gente a sua sugestão!