Os cinerários são espaços utilizados para a guarda de cinzas de cremação em cemitérios. Já falamos sobre eles aqui no Blog do Memorial em outro momento. Nesta época, que vai se aproximando do Natal e do Ano Novo, duas datas muito importantes na nossa cultura, queremos tratar sobre um assunto que traz muito reconforto às famílias.

Você já pensou sobre como a utilização de cinerários pode ajudar a perpetuar as homenagens e tradições da família? Acompanhe este nosso conteúdo para entender melhor esta questão!

A personalização dos cinerários

No outro conteúdo que publicamos, falamos brevemente sobre essa questão. Em resumo os cinerários são espaços 100% personalizáveis, onde se faz a guarda das cinzas da cremação. Neles, as famílias podem inserir fotos, lembranças e objetos que caracterizem a pessoa falecida.

Além disso, a escolha da urna para cinzas também pode fazer parte desta personalização. Ao optar por uma que seja significativa, é possível representar a pessoa falecida a partir da urna.

Mantendo as tradições da família

A possibilidade de personalizar o cinerário vai muito além dos itens que citamos acima. Ornamentar o espaço pode ser também uma forma de perpetuar as homenagens e as tradições da família.

Um bom exemplo para isso é o Natal. Tradicionalmente, encontramos as casas decoradas com luzes, pinheirinhos, a figura do Papai Noel e representações do Presépio, o nascimento de Jesus.

Data sempre muito lembrada pela união da família, as comemorações, troca de presentes e conforto, o Natal é uma das principais datas católicas a serem comemoradas. Justamente por proporcionar essa ambientação que destaca a família e a união, o Natal também é lembrado nos cemitérios.

Não é incomum encontrarmos espaços ornamentados em menção ao Natal, nesta época do ano. Mas o que os cinerários têm a ver com isso? É neste ponto que queremos chegar!

Por que estamos falando de cinerários para perpetuar essas tradições?

Por ser um espaço 100% customizável, o cinerário oferece a possibilidade de os familiares perpetuarem os costumes, tradições e datas importantes para o histórico da família. Em outros espaços, como gavetas e ossuários, por exemplo, fazer essa personalização é um pouco mais complicado. Se for em um cemitério particular, onde não tem segurança, essa tarefa beira a impossibilidade.

Nos cinerários, onde as famílias possuem a chave, espaço para demonstrar as tradições e autonomia para fazê-lo, essa prática é possível.

O reconforto das tradições

A vida do ser humano é composta por tradições. Elas fazem com que nos sintamos bem, pertencentes. A partir do momento em que se tem a oportunidade de perpetuar tradições e honrar a vida de alguém que nos foi muito importante, mas que já partiu, nasce o reconforto. Perpetuando as tradições, preservamos a memória. Assim, podemos reviver momentos junto daquela pessoa querida e manter vivas as memórias que temos dela.

O cemitério, por sua vez, é um local de lembranças, de memórias. E você deve estar apto a explorar as possibilidades de perpetuar memórias que o cemitério lhe oferece.

Gostou deste conteúdo? Deixe seu comentário nos contando o que você achou do artigo que preparamos para você!